Alexandre Pato fala sobre sua religião e o futebol; confira

O jogador de futebol é batizado desde 2019

Rio de Janeiro, segunda-feira, 6 de junho por Amanda Barbosa para o portal Gospel Contei — O jogador de futebol Alexandre Pato falou sobre sua relação com a religião. Para saber sobre essa e muitas outras informações, continue conosco aqui no site. Então, confira tudo sobre esse assunto nessa matéria.

Antes de mais nada, Alexandre Pato ficou conhecido em 2009 quando se destacou entre os atletas profissionais de futebol. Além disso, teve passagem por grandes clubes brasileiros e seleção brasileira. Agora, ele disputa a MLS, um dos principais campeonatos do mundo, nos EUA.

Agora, não deixe de conferir mais sobre esta matéria que bombou na web: Chris Duran fala sobre crise de identidade podcast de Karina Bacchi; confira

Religião e fama de Alexandre Pato

Primeiramente, o jogador de futebol se batizou em 2019, junto com a sua até então namorada, Rebeca Abravanel. Além disso, ele fez questão de falar sobre o momento que estava vivendo:

“O batismo é quando nascemos para uma vida nova em Cristo, quando as portas do céu se abre para nós. Ele que nos leva para a salvação, seguindo a vontade de Deus em nossas vidas. A Deus confio minha vida e a ele me entrego através da abençoada celebração do batismo”, disse Alexandre Pato.

Ainda assim, ele fez questão de comunicar aos seus seguidores que queria recomeçar e esquecer o passado antes de seu batismo. 

“Eu quero por um ‘ponto final’ na minha vida velha e começar tudo de novo. Quero, com Cristo, ressurgir para uma vida nova. Eu acolho essa vida nova, Senhor. Amém” finalizou.

Antes de mais nada, leia também esta notícia: Jogos de hoje: saiba os horários e quem entra em cena no futebol ao vivo de hoje

Entrevista e revelações sobre a sua crença

Durante uma entrevista ao “The Players Tribune”, ele falou sobre sua carreira e a religião. Por fim, em sua passagem pelos EUA ele falou sobre como levava sua vida e o momento em que decidiu mudar completamente. Então, pouco tempo depois, começou a sair com Rebeca, que até o momento era apenas sua amiga.

“Eu ainda era solteiro e decidi aproveitar minha liberdade. Fui para Los Angeles. Ele queria o melhor hotel, o melhor carro, as melhores festas. Acabei em um lugar com uma garota cheirando cocaína ao meu lado. De repente, disse a mim mesmo: ‘O que estou fazendo aqui?’ Não era isso que eu queria. Era um mundo vazio. Perguntei a um amigo: “Será que vou mesmo passar o resto da vida nessa solidão?”, contou.

Por fim, leia mais sobre: Depois de abandonar o funk, Perlla retorna para à igreja; confira

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais