Felippe Valadão é cancelado após fazer declarações absurdas

Cuiabá, sábado, 21 de maio, por Maria Fagundes do site G Contei  – O portal G1 publicou uma matéria sobre o pastor Felippe Valadão, líder da Lagoinha Niterói. A reportagem afirma que o religioso acabou sendo acusado de atacar religiões da matriz africana em um evento que ocorreu Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio. Vale lembrar que a  situação aconteceu última quinta-feira, 19, e agora que se tornou assunto entre os internautas.

Antes de mais nada, para quem não sabe, o município de Itaboraí comemorou 189 anos e com isso recebeu uma série de shows. Desse modo, estava tudo bem com a apresentação de Felippe Valadão, até que ele começou a discursar e disseminar frases de ódio contra a umbanda. Portanto, veja logo abaixo.

Desse modo, leia essa matéria também: Patrícia Abravanel faz comparação absurda de Elon Musk com Noé

Comissão de Povos Tradicionais de Terreiros de Itaboraí divulga nota sobre as declarações de Felippe Valadão

Por causa disso, Felippe Valadão acabou sendo cancelado nas redes sociais e chamado de intolerante. Desse modo,  a Comissão de Povos Tradicionais de Terreiros de Itaboraí divulgou, na última sexta, 20, uma nota de repúdio. Portanto, veja logo abaixo:

Não deixe de conferir mais essa reportagem: Cantor Gospel, Jairo Bonfim, sofre acidente de carro “Deus me salvou”

Além disso, O deputado estadual Átila Nunes (PSD), líder da CPI que trabalha contra a Intolerância Religiosa prometeu que vai acionar Ministério Público para investigar se os shows foram realizados com dinheiro público.

Por fim, veja ainda: Casamento de Karina Bacchi terminou por causa da religião, aponta colunista

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia Mais